BLOG

Últimas do blog:

Confira três das principais novidades em relação ao câncer de próstata!

Compartilhe:

O câncer de próstata é um dos tumores mais comuns e mais perigosos para os homens. O seu tratamento pode ser um processo muito complexo e delicado, já que os médicos precisam não só remover o tumor, mas também fazer todos os esforços para que não haja o comprometimento de outras partes do organismo e o paciente possa, posteriormente, levar uma vida plena.

Pensando nisso, neste blog veremos algumas das inovações mais recentes em relação ao câncer de próstata!

Terapia para tumor de risco intermediário

Um estudo divulgado pelo Memorial Sloan-Kettering Cancer Center (EUA) mostrou benefícios no uso da terapia fotodinâmica com alvo vascular para o câncer de próstata de risco intermediário. Esta terapia consiste na injeção de uma substância sensível a luz, chamada padeliporfina, na corrente sanguínea, e a posterior utilização de um laser infravermelho na área a ser tratada, causando a destruição do tecido acometido.

Alguns tipos de tumor em estágio de risco intermediário precisam ser tratados com cirurgia para retirada da próstata inteira ou radioterapia, fato que pode desencadear sequelas irreversíveis, como a incontinência urinária e a impotência sexual. Dessa forma, esta terapia se diferencia, pois atinge apenas o local onde o câncer está localizado, sem deixar danos em outras partes do órgão.

Novo medicamento contra o câncer de próstata metastático

O tratamento com uma nova droga desenvolvida pela Novartis, chamada de PSMA Lutécio-177, é uma importante evolução no tratamento do câncer de próstata metastático resistente à castração, aquele que apresenta progressão de doença mesmo após a tentativa de várias linhas terapêuticas. Isso porque o composto consegue destruir as células cancerígenas por meio de uma radiação de pequeno alcance sem prejudicar as outras partes saudáveis da vizinhança.

Exame inovador para o diagnóstico de metástases

Um estudo publicado no The Lancet demonstrou que a utilização do método PET-CT com PSMA em pacientes com diagnóstico de câncer de próstata inicial, com alto risco para metástase, melhora significativamente a avaliação da extensão da doença, possibilitando determinar com mais precisão os estágios do câncer nos pacientes e os fatores de risco, o que permite a escolha de um tratamento mais eficaz.

Com essas novas opções de diagnóstico e tratamento, damos mais oportunidades para os pacientes com os diversos estágios do câncer de próstata, melhorando a sua qualidade de vida e proporcionando mais chances de cura!

O CEPHO está conduzindo um estudo clínico sobre o câncer de próstata e você pode participar e ajudar no combate a doença.

Não desperdice essa oportunidade de tratamento e saiba mais clicando aqui!