BLOG

Últimas do blog:

Por que o diagnóstico do câncer de fígado geralmente é feito quando o paciente está em estágio avançado?

Compartilhe:

Câncer é um termo usado para a designar o crescimento desordenado de células. Há mais de 100 tipos diferentes de câncer e entre os que mais assombram os brasileiros está o câncer de fígado, considerado o sexto mais letal no Brasil segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer). 

Entre os que conhecemos, existem três tipos de câncer de fígado: hepatocarcinoma, colangiocarcinoma e angiossarcoma. O hepatocarcinoma chega a ceifar mais de 9700 vidas por ano, segundo o INCA, e costuma ser diagnosticado já durante seu estágio mais avançado. Isso porque seus sintomas costumam aparecer mais tardiamente e ter uma evolução muito rápida, o que acaba fazendo com que ele dobre de tamanho em apenas quatro meses. 

Os sintomas mais comuns em seus portadores são: dor e distensão abdominal, perda de peso, mal-estar, perda de apetite, icterícia (pele e olhos amarelados) e ascite (acúmulo de líquido no abdômen).

Dentre as causas para a sua ocorrência estão o tabagismo e maus hábitos alimentares, envolvendo dietas com alta ingestão de gorduras e consumo excessivo de ultra processados e frituras.

Quanto mais o fígado passa por lesões, sejam elas devido a uma hepatite, cirrose ou até esquistossomose, maior o risco de ocorrência de hepatocarcinoma, tumor esse que, como comentamos, costuma ter a sua evolução mais acelerada do que outros.

Alguns exames ajudam a confirmar o diagnóstico de câncer de fígado, como tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética ou laparoscopia. Mas é de extrema importância que, caso haja qualquer suspeita sobre uma possível existência de câncer, o paciente procure auxílio médico imediato. Quanto mais cedo o problema for identificado, maiores as chances de cura.

O CEPHO possui um estudo aberto sobre câncer de fígado que tem como objetivo encontrar novos caminhos para tratar a doença de forma mais efetiva e também proporcionar maior qualidade de vida para todas as pessoas afetadas por ela.

Confira os requisitos, inscreva-se e ajude-nos a melhorar a sua qualidade de vida e a de outras pessoas também! Seja um voluntário!