O que é necessário para diminuir a taxa de mortalidade do câncer de pulmão?

Uma doença silenciosa e mortal. O câncer de pulmão é um grande problema em todo o mundo e está associado a uma série de fatores, como hábitos prejudiciais e evitáveis no dia a dia de cada pessoa. Por isso, é possível diminuir a quantidade de vidas perdidas em decorrência deste tipo de câncer.

A característica que faz dele um perigo ainda maior é o fato de ser “silencioso”. Na maioria das vezes, um paciente só descobre a doença quando já está em um estado avançado, pois geralmente só neste momento surgem os primeiros sintomas.
Para tentar amenizar os impactos do câncer de pulmão, médicos especializados no assunto destacam algumas medidas que pode contribuir para reduzir o número de mortes causadas pela doença no Brasil.

Uma delas é a criação de um programa nacional de rastreamento, que disponibilizaria regularmente a realização de tomografias de tórax de baixa intensidade para fumantes e ex-fumantes entre 55 e 75 anos, grupo de cidadãos que possuem mais riscos de desenvolver o câncer de pulmão.

Essa medida já permitiria aumentar a quantidade de casos descobertos ainda em estágios iniciais, o que potencializa as chances de cura. Mas também existem outras que podem agir diretamente na raiz do problema e fazer a quantidade de casos diminuir.

A principal é o combate ao tabagismo, hábito comprovadamente prejudicial à saúde e causador de uma série de doenças de extrema gravidade, como o próprio câncer de pulmão. Pesquisas apontam que a quantidade de pessoas que fazem uso do cigarro diminuiu nos últimos anos, mas ao mesmo tempo produtos como cigarros eletrônicos, vapers, entre outros – que também preocupam profissionais da saúde – se tornam mais comuns entre a população mais jovem.

Para ajudar também na diminuição da mortalidade causada pelo câncer de pulmão, existem as pesquisas clínicas, como acontece no CEPHO. O objetivo é encontrar tratamentos mais efetivos e que proporcionem mais qualidade de vida para pacientes que tentam vencer o câncer de pulmão diariamente. Seja um voluntário!