BLOG

Últimas do blog:

Outubro Rosa: Câncer do colo do útero

Compartilhe:

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), dentre os tumores femininos, o do colo do útero é o segundo com maior prevalência entre as mulheres, perdendo apenas para o câncer de mama, que representa quase 30% de todos os casos diagnosticados entre as mulheres.

Com 7,5% dos casos, o câncer do colo do útero se tornou cada vez mais pauta de discussões sobre conscientização, cuidado e prevenção por parte das mulheres, se tornando também um dos focos da campanha do Outubro Rosa, que é celebrada no 10º mês do ano.

Dessa forma, separamos esta publicação para comentar sobre este tipo de câncer que para o ano de 2020 é esperado mais de 16.500 novos casos e que a cada ano ganha mais atenção pelos profissionais da área da saúde e pelas organizações que visam combater o câncer.

O câncer do colo do útero pode ter o seu risco aumentado através do tabagismo, do início precoce da atividade sexual e de múltiplos parceiros, além do uso prolongado de pílulas anticoncepcionais.

Além disso, a vacinação contra o HPV também é um grande aliado que reduz a possibilidade de prevenção do mesmo.

Dentre os sintomas mais comuns da doença estão:

  • Sangramento vaginal intermitente;
  • Sangramento vaginal após relação sexual;
  • Secreção vaginal anormal;
  • Dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais.

Entretanto, é importante não estar atenta apenas aos sintomas, pois o câncer do colo do útero se desenvolve lentamente e, portanto, pode não apresentar quaisquer sintomas iniciais, o que pode ser extremamente perigoso para a saúde da mulher.

O que reforça, inclusive, a importância do exame preventivo para a detecção precoce da doença o que, assim como nos demais tipos de câncer, contribuirá para que o tratamento tenha maior possibilidade de sucesso.

Sendo assim, cuide da sua saúde e realize o acompanhamento médico periódico!

Você é profissional da área da saúde e quer ficar por dentro das novidades do CEPHO e ter a possibilidade de estabelecer um networking com profissionais altamente qualificados? Faça uma atualização cadastral clicando aqui.

Caso você conheça alguém que se enquadre nos critérios para os nossos estudos, apresente o CEPHO para a pessoa e a ajude a receber um tratamento inovador!